RELATO DE UM CERTO ORIENTE - VESTIBULAR

Atualizado: Ago 23

A memória e a tradição de contar histórias. Relato de um certo oriente nos apresenta um vai e vem de pessoas e acontecimentos por meio de vozes distintas. A trama, que gira em torno de uma família libanesa em Manaus, percorre quase um século entre as narrações, nos apresenta a realidade e quebra os estereótipos estabelecidos sobre os imigrantes e a vida na capital do Amazonas.


O livro é dividido em oito capítulos e narrado por cinco pessoas para, no final, formar um relato único. Objetos como um relógio, um desenho, temperos e o vento servem como gatilhos para as lembranças imergirem de anos de esquecimento.


Em seu primeiro romance, Milton Hatoum apresenta uma Manaus desconhecida a muitos brasileiros e mostra a diversidade étnica-cultural. O autor enfatiza a importância do contexto histórico-social para a compreensão do livro. Cheio de referências às culturas árabe, brasileira e indígena o autor nos presenteia com nomes (ou a falta deles), livros e lendas. De forma implícita e explícita Milton Hatoum fala de família, respeito, amor, devoção, sanidade mental e memória.

PERSONAGENS:


  • Narradora principal

  • Irmão em Barcelona

  • Emilie – mão adotiva da narradora

  • Marido de Emilie

  • Emir – irmão de Emilie

  • Emílio – irmão de Emilie

  • Hakim – filho mais velho de Emilie

  • Samara Délia – filha de Emilie

  • Soraya Ângela – filha de Samara Délia (surda-muda)

  • Gêmeos inomináveis – filhos de Emilie

  • Hindié Conceição – amiga de Emilie

  • Doner – fotógrafo alemão amigo da família

  • Anastácia – empregada da família

RESUMO DA OBRA


Capítulo 1 – narradora principal

Chegada da narradora a Manaus, depois de ter ficado vinte anos fora.

Carta destinada ao irmão em Barcelona, na qual temos a apresentação do cenário, personagens e localização cronológica dos acontecimentos.

Encontro da narradora com o tio Hakim.

Capítulo 2 – Hakim

Separação dos pais de Emilie. Sua ida para um convento, e o “resgate” por seu irmão Emir.

Explicação de um episódio descrito no primeiro capítulo.

Conflito entre Hindié e o marido de Emilie durante um Natal por causa do método de abate das aves, abrindo o episódio da intolerância religiosa dentro da família.

Introdução a Dorner e suicídio de Emir.

Capítulo 3 – Doner

Relato do sobre o dia do suicídio de Emir.

Casamento de Emilie: cada um dos cônjuges tinha sua religião, por isso juraram respeitá-las e deixar os filhos escolherem qual iriam seguir.

Capítulo 4 – marido de Emilie, por meio dos diários de Doner.

Chegada ao Brasil.

Início do relacionamento com Emilie.

Capítulo 5 – Doner e Hakim

Termino do relato de Dorner sobre o marido de Emilie.

Relato de Hakim sobre as cartas entre mãe e V.B.

O relacionamento entre Emilie e Emir.

Possível explicação para o suicídio de Emir.

Comportamento dos gêmeos.

Amizade de Emilie com Lobato.

Ida de Hakim e sua correspondência com a mãe.

Gravidez de Samara; convívio familiar e morte de Soraya.

Capítulo 6 – Narradora principal

Passeio da Narradora pela cidade.

Notícia da morte de Emilie.

Capítulo 7 – Hindié Conceição

Sumiço de Samara e conflitos familiares.

Capítulo 8 – Narradora principal

Termino do relato: Dia seguinte a morte de Emilie.

Explicação do porquê a narradora volta a Manaus.


MILTON HATOUM – 1952 – hoje


Nasceu em Manaus (Amazonas), onde passou a infância e uma parte da juventude. É formado em arquitetura pela Faculdade de Arquitetura e Urbanismo da USP, trabalhou como jornalista cultural e foi professor de História da Arquitetura e de literatura francesa. Morou em diversos países, e faz questão de inseri-los em suas narrativas. Autor de quatro romances premiados, sua obra foi traduzida em doze línguas e publicada em catorze países.






 

©2019 por eu sei o que eu leio. Orgulhosamente criado com Wix.com

This site was designed with the
.com
website builder. Create your website today.
Start Now