APRENDENDO UMA NOVA LÍNGUA COM O NETFLIX

Sabia que eu tive muita dificuldade para aprender inglês?


No começo eu não entendia nada, não conseguia gravar absolutamente nenhuma informação. Tinha vontade de chorar em todas as aulas. Isso mudou quando fui para uma escola de idiomas. No começo foi difícil, mas quando “a trava soltou” não parei mais. Hoje eu falo inglês, italiano e espanhol.


Porém (indo para o objetivo deste texto), com a pandemia o Netflix virou meu melhor amigo. Assim, descobri séries e filmes maravilhosos em todos os idiomas possíveis. Um deles foi o Coreano. Sim, eu virei uma dorameira. E, como qualquer pessoa entusiasmada, quando boto uma coisa na cabeça, não há nada que me faça mudar de ideia.


Bem, enfim, tudo isso para eu falar que durante a pandemia eu comecei a estudar uma nova língua. Todavia, desta vez eu não estou matriculada em nenhum curso. Resolvi aprender por conta própria. Foi neste ponto que uma informação incrível apareceu para mim:



A existência da ferramenta Language Learning with Netflix.


Ela funciona da seguinte maneira:





  • Depois de instalada (é gratuita), você acessa o catálogo e seleciona o idioma que quer aprender e o país em que está.

  • Com as informações fornecidas, vão aparecer os títulos disponíveis para a sua região. Então é só escolher um e começar.

  • Durante a reprodução do filme ou série, você pode visualizar a legenda original e, ao lado, os diálogos no idioma original, além da fonética e dicionário.

  • Você ainda vai poder ouvir uma legenda de cada vez, e regular a velocidade de reprodução.


Testei durante o fim de 2020 e metade de janeiro de 2021, e aqui estão os resultados:


  • Paralelamente ao uso da ferramenta, assisti algumas aulas de coreano básico para aprender o Hangeul.

  • A partir daí, revi alguns episódios de algumas séries já vistas usando a plataforma.

  • Como já conhecia a história, foquei na leitura das legendas em coreano correlacionando com o áudio.

  • Depois de um mês já consigo identificar algumas palavras em meio aos diálogos, o que me faz compreender o contexto, mesmo sem acompanhar as legendas em português.


Eu não esperava ser fluente em apenas um mês, é obvio, mas me surpreendi com o avanço, principalmente em já conseguir relacionar os sons às letras, e assim conseguir ler algumas palavras (se sei o significado? Quem me dera).


Se vou continuar usando? Vou, com certeza.


Sendo assim, eis aqui minha recomendação para aprender uma nova língua. E, é claro, também serve para manter “fresquinha” na cabeça aquelas que você já fala.